NOVO 2.jpg

FIGURINO

Concepção, desenvolvimento e execução de figurinosadereços e maquiagem para espetáculos e produções audiovisuais.

press to zoom
44983435602_abf409b74a_z
44983435602_abf409b74a_z

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8


videodança 
Encruzidança
Direção de arte, Figurino, Maquiagem e Dançarina

Investiga a presença do corpo negro na dança, nos rituais e nas artes. Realizado por pesquisadores do Núcleo de Estudos em Corporeidades Negras durante todo o ano de 2018 na Oficina Cultural Alfredo Volpi sob coordenação de Kelly Santos, a base foram estudos da obra Irmandade da Boa Morte e Culto de Babá Egum: Masculinidades, Feminilidades e Performances Negras, da antropóloga baiana Dra. Joanice Conceição.

Figurinos executados com colaboração dos pesquisadores do Núcleo. 

_direção: Kelly Santos e Naná Prudêncio

_direção de fotografia: Naná Prudêncio

_elenco: Núcleo de Estudos em Corporeidades Negras (@nucleocorporeidades)

Exibições:

  • Bienal de Dança do Sesc Campinas - 2019

  • Bienal BlackBrazilArt - 2019

  • Mostra Nave Gris de Videodança - 2020

  • LB / Festival de Video on line - Galeria Luciana Brito - 2020

_fotos: Naná Prudêncio

_2018

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/5


espetáculo 
Carne de Vaca
Figurino, Maquiagem, Produção Artística e Intérprete-criadora

Carne de Vaca questiona a masculinidade mítica e perversa presente no cangaço e no sertão nordestino e que tem na figura de Lampião um ícone. Alerta para os riscos que uma sociedade está exposta ao celebrar o autoritarismo e a violência. O espetáculo tem no Núcleo de Estudos em Corporeidades Negras a pesquisa (voz, corpo, dança, expressão, texto) e elenco.

_figurino e produção artística em parceria com Caio Vallim.

_direção: Kelly Santos

_fotos: Haniel Lira

_2019

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/6

A Mostra de Dança do Projeto Dançar homenageou o artista Arthur Bispo do Rosário e através do espetáculo Reinventariar é proposta a reinvenção do universo por meio do movimento, dançando a ludicidade presente em sua criação.

_criação dos figurinos em parceria com Elaine Reis

_coordenação artística: Patrícia Russo, Lidiane Reis e Ligia Gomes

_local: Teatro Municipal de São Carlos - SP

_2019


espetáculo

Reinventariar

Figurino

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/4

“A miséria no Brasil é por-no-grá-fi-ca“. Com texto de Marcelino Freire, a peça teatral Contos de Amor e Morte esteve em cartaz em outubro de 2018.

Figurino desenvolvido para a atriz Rafa Araújo, sendo utilizado como material base de trabalho, o saco plástico de lixo.

_direção: Ernandes Araújo

_local: Teatro da Biblioteca Alceu Amoroso Lima. São Paulo SP

_fotos: Rommel Cuellar

_2018


espetáculo 

Contos de Amor e Morte

Figurino 
 

press to zoom

press to zoom
1/1

A peça integrou a programação da mostra Dona Ruth: Festival de Teatro Negro de São Paulo que ocupou o Sesc Interlagos em outubro e novembro de 2019.

A peça é um convite a um universo místico cercado de histórias de dor, superação, amores verdadeiros e possibilidades de cura. Dentro das comunidades, Sangomas são as mulheres escolhidas espiritualmente por seus ancestrais para darem continuidade aos trabalhos de cura espiritual e física.

_direção: Kleber Lourenço

_local: Sesc Interlagos 

_foto (do espetáculo de 2017): Guma

_2019

espetáculo 

Sangoma Capulanas Cia de Arte Negra

Restauração e Atualização de Figurino

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/2

Esta obra faz parte da série de performances dançadas do Projeto Anunciação do bando Macuas Cia Cênica.

E se uma poção cavalar de veneno fosse liberada constante e paulatinamente em nossas veias? E se a gente produzisse antídoto e ainda produzisse um veneno pior? E se fôssemos o diabo, a bruxa, a escuridão do infinito, polo negativo, positivo e negativo, deus, deusas, buda e a madre Tereza. Se fôssemos carcará, a macumba, o feitiço e a feitiçaria, santeria? E se fôssemos vudu, a reza, a fé e a cura? E se tivéssemos parido tudo que existe?

_figurino em parceria com Débora Marçal

_direção: Débora Marçal

_produção: Núcleo Coletivo das Artes

_fotos: Guma

_2021

Video Performance 

Anunciação_

Direção de Arte e Figurino

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/3

Figurino desenvolvido para o cortejo da 4a saída do bloco Afro Afirmativo Ilu Inã e também para os shows da band'Inã intitulado Ilu Inã Macumbrass.

_fotos 1 e 2: Sergio Fernandes

_foto 3: Marcel Farias

_2020

show 
Ilu Inã Macumbrass 
Figurino

Show | gravação 

Candomblé Samba Groove - com Melvin Santana

Direção de Arte, Cenografia e Figurino

Segundo show-celebração de uma série de seis, realizado pelo Bloco Afro-Afirmativo Ilu Inã. O projeto geral é intitulado Caravana Preta.

Em frente ao assentamento de Exu nossa celebração se fez. O corredor foi nossa rua, nosso caminho, nosso palco. Vibramos vermelho pois Ilu Inã é quente, bem quente.

_montagem cenográfica: Jesiel e Roger Martins

_direção musical: Fernando Alabê

_som e video: Audio Performance

_realização: Bloco Afro-afirmativo Ilu Inã

*em pós produção

_foto: Sergio Fernandes

_2021

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

press to zoom

press to zoom
1/1

Primeiro show-celebração de uma série de seis, realizado pelo Bloco Afro-Afirmativo Ilu Inã. O projeto geral é intitulado Caravana Preta.

Ele chegou. Na surdina, sorrateiro. Malandramente. Sua presença foi crescendo até ocupar de forma absoluta o espaço cênico, estético e imagético. Percebemos e honramos sua presença. Tinha que ser ele, Seu Zé, para proteger e abrir os caminhos da Caravana que parte agora.

Seu Zé não ia deixar de riscar o chão conosco...

_montagem cenográfica: Roger Martins

_direção musical: Fernando Alabê

_som e video: Audio Performance

_realização: Bloco Afro-afirmativo Ilu Inã

*em pós produção

_foto: Sergio Fernandes

_2021

Show | gravação 

Eu Sou o Samba 

Direção de Arte, Cenografia e Figurino